A mostrar as 53 mensagens mais recentes de 59 de Outubro 2008. Mostrar mensagens mais antigas
A mostrar as 53 mensagens mais recentes de 59 de Outubro 2008. Mostrar mensagens mais antigas

quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

Estrada Belas-Queluz : suplicio chegar à estação

Moro em belas mas em virtude de trabalhar em Lisboa todos os dias faço a estrada que liga Belas a Queluz.  Utilizo os transportes públicos e apanho um autocarro da Vimeca até à Estação de comboios de Queluz-Belas.

No entanto, todos os dias de manhã é um suplicio para chegar à estação. Para além de os autocarros andarem completamente cheios ainda apanhamos imenso trânsito. Um percurso que se faz normalmente em menos de 5 minutos, hoje por exemplo levou 20 minutos a ser feito. O trânsito já se encontrava parado logo à saída da Rotunda de Belas.

Já ouvi falar na construção de uma nova estrada, ou melhoramento da existente, no entanto nada é feito!

O trânsito é caótico às horas de ponta, a estrada não tem as mínimas condições para se fazer a pé e a distância até nem é muito grande para Queluz para se poder fazer dessa forma. No entanto não existem bermas, os muros estão a cair, e num determinado sitio já foi colocada uma estrutura metálica para evitar que o muro desabe sobre a estrada. Isto já para não falar das casas em ruínas que ali se encontram e de um terreno que foi desterrado e que cada vez que chove mais intensamente arrasta um rio de terra e lama para estrada (Rua Alexandre Herculano).

Não será já altura de fazer  alguma coisa por esta estrada? Sendo esta de carácter bastante importante, pois é a ligação privilegiada de Lisboa ao Belas Clube de Campo, utilizada diariamente por dezenas de carros prisionais, etc, etc.

À tarde o problema reside na Avenida Miguel Bombarda em Queluz. O estacionamento selvagem faz com que o autocarro faça uma verdadeira gincana para ali passar. As pessoas que vão de pé têm de se agarrar com unhas e dentes para não cair e sobre o cruzamento da Miguel Bombarda com a Alexandre Herculano então....

Aos senhores que têm algum poder na matéria, fica o alerta!

Elisabete

terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Passadeira na Avenida 25 de Abril

A Av. 25 de Abril em Massamá, pela sua configuração e traçado, é um verdadeiro convite aos "aceleras". Com as obras da estação, passou a ser "temporariamente" mais limitado o acesso à estação da CP. Sendo assim, a passadeira de peões junto ao quiosque de jornais, talvez seja uma das mais utilizadas por quem venha ou vá da zona da igreja assim como da rua da Milharada e "arredores". Acontece, que os carros estacionados na Av. 25 de Abril, tapam a visão a automobilistas e muito especialmente aos peões. Por tudo isto, é uma constante o perigo de atropelamento, dado que como já afirmei pelos "aceleras do nosso burgo". Pergunto:

Não será possível colocar antes da passadeira lombas ou outro tipo de "objecto" que obrigue os automobilistas menos conscientes a diminuir a velocidade?


Eu já levei um toque nessa avenida há uns anos e hoje, não foi atropelada uma criança, porque felizmente ia bem segura pela mãe e que a puxou para traz ao aperceber da aproximação de um carro de alta cilindrada que circulava com uma certa velocidade e nem sequer se deu ao trabalho de reduzir a velocidade. Talvez ainda seja efeito da exibição que houve ontem em Lisboa. Mas moramos em Massamá que é uma Cidade onde existem regras de trâsito que devem ser cumpridas e como há quem não as cumpre, deverão ser criadas condições para obrigar a estes automobilistas a cumprirem.



Lopo Pegado

PDM de Sintra acessível pela 1ª vez na Internet

A Direcção-Geral do Ordenamento do Territorio e Desenvolvimento Urbano tornou acessível na internet todos os Planos Directores Municipais do país. O PDM de Sintra está agora acessível a todos os cidadãos através do SNIT.

O SNIT : Sistema Nacional de Informação Territorial «é um sistema de informação oficial de âmbito nacional, que suporta a prestação de serviço público e visa três objectivos principais:

  • Assegurar o direito de informação e o direito de acesso dos cidadãos aos instrumentos de gestão territorial e à informação sobre a sua aplicação;

  • Ser um sistema colaborativo, partilhado em rede entre as entidades responsáveis pela gestão territorial, que ajude a concretizar melhor o dever de coordenação interna e externa consagrado no RJIGT e agilize os fluxos de informação e os processos de decisão, com reflexos na qualidade dos serviços prestados e na eficácia do sistema de gestão territorial;

  • Suportar e incentivar a reorganização interna dos processos e métodos de trabalho da DGOTDU melhorando a eficiência do seu funcionamento.»



Apartamentos novos da cidade há mais de um ano sem serem vendidos

< ![CDATA[
predio massamaO condomínio «Boa Esperança», em Massamá, dos 80 apartamentos criados há mais de um ano, ainda tem por vender 17 apartamentos.
 
A empresa Rufinos e Filhos (da cidade de Queluz) em entrevista ao Jornal de Negócios refere que a esperança na venda transformou-se em dúvida e os restantes projectos para a cidade ficaram em «stand by».

Em declarações ao Jornal de Negócios, José Carlos, administrador da Rufinos e Filhos, refere que "os clientes não estão a procurar e quando vêm é com uma permuta".
]]>

Agente da esquadra da estação de Monte Abraão detido

< ![CDATA[

pspFoi detido na quinta-feira um agente da PSP que neste momento desempenha funções na esquadra de Monte Abraão. Segundo o Correio da Manhã, o agente em conjunto com um grupo, intimidava pessoas para o pagamento de alegadas dívidas.

As cobranças sob intimidação eram praticadas por encomenda, e o agente foi apanhado em flagrante depois da denúncia de uma mulher que seria a próxima vítima da intimidação deste grupo ao qual o agente alegadamente pertencia.

A cobrança terá sido encomendada por um empreiteiro a quem a mulher que fez a denúncia indicou não dever nada; segundo a mesma, o empreiteiro não completou a obra e, por conseguinte, não tem qualquer valor a pagar.

Pelas 07H00 de Quinta-Feira, o grupo acabou detido pela 4ª Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Lisboa à porta da casa da mulher na Amadora. Na detenção foram apreendidos «um revólver, calibre .357 Magnum, uma pistola 6,35 mm, 16 munições, uma arma eléctrica para dar choques, dois sprays de defesa, e luvas com areia para agredir violentamente».

Os quatro indivíduos do grupo foram presentes a tribunal e mantêm-se em liberdade até julgamento. O polícia, por enquanto, mantém-se em funções.

 

 

 

 

 

]]>

Agente da esquadra da estação de Monte Abraão detido

< ![CDATA[

pspFoi detido na quinta-feira um agente da PSP que neste momento desempenha funções na esquadra de Monte Abraão. Segundo o Correio da Manhã, o agente em conjunto com um grupo, intimidava pessoas para o pagamento de alegadas dívidas.

As cobranças sob intimidação eram praticadas por encomenda, e o agente foi apanhado em flagrante depois da denúncia de uma mulher que seria a próxima vítima da intimidação deste grupo ao qual o agente alegadamente pertencia.

A cobrança terá sido encomendada por um empreiteiro a quem a mulher que fez a denúncia indicou não dever nada; segundo a mesma, o empreiteiro não completou a obra e, por conseguinte, não tem qualquer valor a pagar.

Pelas 07H00 de Quinta-Feira, o grupo acabou detido pela 4ª Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Lisboa à porta da casa da mulher na Amadora. Na detenção foram apreendidos «um revólver, calibre .357 Magnum, uma pistola 6,35 mm, 16 munições, uma arma eléctrica para dar choques, dois sprays de defesa, e luvas com areia para agredir violentamente».

Os quatro indivíduos do grupo foram presentes a tribunal e mantêm-se em liberdade até julgamento. O polícia, por enquanto, mantém-se em funções.

 

 

 

 

 

]]>

sábado, 25 de Outubro de 2008

Assembleia Municipal de Sintra quer Parque de Colaride já em 2009

A Assembleia Municipal de Sintra manifestou ontem a sua preocupação com a preservação da zona de Colaride, freguesia da Agualva, recomendando à Câmara Municipal a tomada de medidas que permitam, já em 2009, a concretização do projecto do Parque Natural e Cultural há muito reclamado por populações, ambientalistas e autarcas.

Esta tomada de posição resulta da aprovação, por larga maioria, de uma moção apresentada pelo Bloco de Esquerda, onde são condenados todos os actos, autorizados ou ilegais, que contribuam para a destruição do património natural e cultural de Colaride.

Assalto ao Café BIGODES

< ![CDATA[

5ª feira 24 de Outubro de 2008, 01h04m Assalto ao café BIGODES.

O barulho provocado ao partirem a vitrine do café despertou a atenção de vários moradores que terá assustado os meliantes, apesar de se ter chamado de imediato a policia os ladrões foram mais rápidos tendo conseguido escapar com um enorme televisor sem terem sido interceptados.

A policia chegou pouco tempo depois.

]]>

Assembleia Municipal de Sintra quer Parque de Colaride já em 2009

< ![CDATA[
A Assembleia Municipal de Sintra manifestou ontem a sua preocupação com a preservação da zona de Colaride, freguesia da Agualva, recomendando à Câmara Municipal a tomada de medidas que permitam, já em 2009, a concretização do projecto do Parque Natural e Cultural há muito reclamado por populações, ambientalistas e autarcas.

Esta tomada de posição resulta da aprovação, por larga maioria, de uma moção apresentada pelo Bloco de Esquerda, onde são condenados todos os actos, autorizados ou ilegais, que contribuam para a destruição do património natural e cultural de Colaride.

Os deputados municipais recomendaram também à Câmara toda a celeridade na actuação em situações de infracção que sejam denunciadas, isto porque, no final de Setembro, a autarquia demorou dez dias a actuar perante uma denúncia de despejos de entulho em Colaride feita pelo BE na Assembleia Municipal.

A zona de Colaride, com cerca de 70 hectares, está reservada no PDM de Sintra para a criação de um Parque Cultural e Natural, fundamental no equilíbrio ambiental e ecológico das cidades de Agualva/Cacem e Queluz. Além de ser um espaço natural de excelência, Colaride é também uma área rica em vestígios arqueológicos. Contrariando o interesse das populações e do município, este recurso natural tem vindo a ser delapidado por empreendedores que fazem do seu espaço vazadouro de lixo e entulhos, pondo em causa a conservação.]]>

sexta-feira, 24 de Outubro de 2008

Regimento de Artilharia Antiaérea nº 1 de "Porta Aberta"

< ![CDATA[

O Roteiro inclui a visita à Arcada Histórica, à Arcada Nobre e a uma Colecção Visitável de AAA, representativa de todos os sistemas de armas e de detecção da Artilharia Antiaérea Portuguesa. A visita tem a duração entre as 15H30 e as 16H30. Para as respectivas marcações deverá ser contactado o RAAA1 pelos seguintes telefones: 214343480 ou 214343485.

 raaa1

Integrado nas COMEMORAÇÕES DO DIA DO EXÉRCITO 2008, o RAAA1 na semana de 20 a 26 de Outubro de 2008 terá a "Porta Aberta" às mais diversas entidades, à população em geral e aos jovens em particular, promovendo visitas ao Palacete da Arcada.

O Palacete da Arcada, onde actualmente se encontra instalado o Regimento de Artilharia Antiaérea nº 1 (RAAA1) foi mandado construir por D. João VI, em 1794, sob projecto do Arquitecto Manuel Caetano de Sousa. Inicialmente denominado Quartel das Guardas, viria posteriormente a ter a denominação de Palacete da Arcada, mais consentânea com a sua arquitectura.

Destinado inicialmente a alojar as cavalariças e as cocheiras da Guarda Real, tanto de Infantaria como de Cavalaria, serviu igualmente de residência a "médicos, capelães e criados do Paço".

Entregue ao exército em 1895, o Palacete da Arcada serviu de guarda, ao longo da sua História, entre outras, às seguintes Unidades Militares: Grupo de Baterias de Artilharia a Cavalo (que teria como comandante o capital Henrique Paiva Couceiro); Batalhão de Sapadores Mineiros nº1; Comando de Artilharia da Defesa Antiaérea de Lisboa; Regimento de Artilharia Antiaérea Fixa; Regimento de Infantaria de Queluz; Regimento de Artilharia Antiaérea Nº 1.

 

]]>

Famílias do "Barracão J. Pimenta" realojadas

< ![CDATA[
A Junta de Freguesia de Monte Abraão congratula-se com o facto das várias famílias que "habitavam" no estaleiro J. Pimenta, na rua Amílcar Cabral, terem sido realojadas para casas camarárias no Pendão, Xetaria, Campinas e Mem-Martins, no âmbito do Plano Especial de Realojamento da Câmara Municipal de Sintra.
 

 
Porém, a Junta de Freguesia de Monte Abraão não pode deixar de lamentar – e de censurar – o modo como foi ignorada pela Câmara Municipal de Sintra em todo este processo.

Para além de uma questão de justiça – a Junta foi a instituição que mais e sempre pugnou para a resolução da situação destas dezenas de pessoas que viviam em condições absolutamente degradantes e com alto risco físico e social -, o interesse público na eficácia da operação impunha uma acção concertada entre os diferentes níveis legítimos de poder. Tudo para evitar que outros "inquilinos" ocupassem os eternos estaleiros de construção (com este estatuto desde 1974).

O reconhecimento pelo trabalho da Junta de Freguesia de Monte Abraão e o consequente sentimento de gratidão das pessoas levaram a que acabassem por ser estas a informar a Junta da data prevista para a passagem para as novas casas (21 de Outubro). Só deste modo, a Junta de Freguesia de Monte Abraão pode diligenciar no sentido da imediata demolição daquela estrutura logo após a saída das famílias que ali moravam. Esta era a única forma de evitar que se repetisse um alojamento clandestino, com graves consequências a nível de saúde pública e individual e também no campo psicossocial.

Graças à informação destas pessoas tão carenciadas quanto gratas, foi possível executar o processo de demolição e evitar a constituição de um novo "ninho de problemas".

Sublinhe-se a nossa alegria pela melhoria das condições de vida destas pessoas (a quem agradecemos a útil informação reveladora de reconhecimento). Verbere-se a irresponsabilidade e falta de sentido institucional (sacrificado em prol do populismo desenfreado e da ganância típica de ano pré-eleitoral) da Câmara Municipal de Sintra.
 
demolição monte abraão
]]>

Após roubarem 3 viaturas levaram multibanco de Massamá

< ![CDATA[

minipreçoApós roubarem três viaturas na Margem Sul, quatro indivíduos de um gang dirigiram-se a um supermercado de Massamá onde roubaram uma caixa multibanco do supermercado Minipreço.

A cidade de Queluz foi assim palco de outro assalto. Os quatro homens do gang estacionaram junto ao Minipreço pelas 5 da manhã de ontem e levaram uma ATM cheia de dinheiro.

O assalto foi captado pela videovigilância do Minipreço. A PJ de Lisboa assumiu esta investigação.

Caixa multibanco roubada já foi encontrada

 

A ATM foi posteriormente encontrada pela GNR em Pegões (Margem Sul), local onde foram furtadas as viaturas.

]]>

quinta-feira, 23 de Outubro de 2008

Homem baleado em Idanha ao tentar impedir segundo assalto a ourivesaria

< ![CDATA[
pspOurivesaria em Idanha foi pela segunda vez assaltada este ano. Tudo aconteceu hoje de manhã quando três indivíduos entraram na loja armados. Um homem ao tentar impedir o assalto foi baleado no pescoço tendo sido levado para o Hospital São Francisco Xavier.
Os três assaltantes assim que entraram na ourivesaria começaram a limpar a montra. Quando estavam a fugir, um homem de 45 anos tentou impedi-los e acabou por ser baleado no pescoço.

Após balearem o homem de 45 anos, os três assaltantes entraram no carro onde um quarto homem os esperava.

A ourivesaria tinha um sistema de vídeo-vigilância e a Polícia Judiciária procura os assaltantes em fuga.
 
Mais um crime adicionado ao mapa do crime da cidade de Queluz.
]]>

Homem baleado em Idanha ao tentar impedir segundo assalto a ourivesaria

< ![CDATA[
pspOurivesaria em Idanha foi pela segunda vez assaltada este ano. Tudo aconteceu hoje de manhã quando três indivíduos entraram na loja armados. Um homem ao tentar impedir o assalto foi baleado no pescoço tendo sido levado para o Hospital São Francisco Xavier.
Os três assaltantes assim que entraram na ourivesaria começaram a limpar a montra. Quando estavam a fugir, um homem de 45 anos tentou impedi-los e acabou por ser baleado no pescoço.

Após balearem o homem de 45 anos, os três assaltantes entraram no carro onde um quarto homem os esperava.

A ourivesaria tinha um sistema de vídeo-vigilância e a Polícia Judiciária procura os assaltantes em fuga.
 
Mais um crime adicionado ao mapa do crime da cidade de Queluz.
]]>

quarta-feira, 22 de Outubro de 2008

Trio Guanabara em concerto no Teatroesfera

< ![CDATA[
Trio Guanabara
O Trio Guanabara  de Queluz vai estar em concerto no espaço Teatroesfera da cidade de Queluz.

No dia 8 de Novembro, Sábado, às 22H30 começa o concerto: «será uma fusão entre a Bossa-Nova e o Desenho Digital sendo que o ilustrador convidado será Bruno Gomes»

Valor da entrada: 6€
 
Trio Guanabara : o projecto
 
«Um projecto intimista com referência a diversos autores da Bossa-Nova e do Jazz, onde a fusão é o tema principal.

A Guitarra Portuguesa surge nos Guanabara com uma sonoridade peculiar, assumindo uma nova identidade perante um universo musical diferente da sua expressão mais natural, o Fado.»
]]>

Trio Guanabara em concerto no Teatroesfera



[caption id="attachment_117" align="aligncenter" width="430" caption="Trio Guanabara"]Trio Guanabara[/caption]


O Trio Guanabara de Queluz vai estar em concerto no espaço Teatroesfera da cidade de Queluz.

No dia 8 de Novembro, Sábado, às 22H30 começa o concerto: «será uma fusão entre a Bossa-Nova e o Desenho Digital sendo que o ilustrador convidado será Bruno Gomes»

Valor da entrada: 6€

Trio Guanabara : o projecto

«Um projecto intimista com referência a diversos autores da Bossa-Nova e do Jazz, onde a fusão é o tema principal.

A Guitarra Portuguesa surge nos Guanabara com uma sonoridade peculiar, assumindo uma nova identidade perante um universo musical diferente da sua expressão mais natural, o Fado.»

terça-feira, 21 de Outubro de 2008

Bloco de Esquerda solicita esclarecimento sobre o alargamento do Parque Felício Loureiro

Considerando de extrema importância o alargamento do Parque Urbano Felício Loureiro em Queluz e na sequência de notícias sobre a construção de uma estrada nas margens do rio Jamor, na localização prevista para este alargamento, o Bloco de Esquerda de Sintra solicitou esclarecimentos na Assembleia Municipal e lançou um comunicado de imprensa sobre este assunto. Antes tinham sido solicitados esclarecimentos à Junta de Freguesia de Queluz que foi incapaz de prestar qualquer informação sobre o assunto.
Bloco de Esquerda solicita esclarecimento sobre o alargamento do Parque Felício Loureiro

Numa cidade como Queluz, em que os espaços verdes escasseiam, a criação de um corredor verde é essencial para a qualidade de vida das populações e para o equilíbrio ambiental. O alargamento do Parque Urbano Felício Loureiro é a peça fundamental para a criação deste corredor verde e uma promessa eleitoral recorrente.

Para além disto, o alargamento do Parque é também importante para a conservação e regularização das margens do Rio Jamor. As chuvadas ocorridas em Fevereiro deste ano vieram relembrar a urgência da realização de um projecto que evite as construções em leito de cheia e que encontre soluções de ordenamento e conservação das margens do Jamor de forma a prevenir possíveis cheias.

A notícia, publicada num jornal local, que dá conta da construção de uma estrada na localização da zona de alargamento do parque e na proximidade do leito de cheia não é nada tranquilizadora quanto a esta perspectiva.

Neste sentido, o BE Sintra entregou um requerimento na Assembleia Municipal, com o objectivo de obter esclarecimentos por parte das entidades responsáveis acerca algumas questões que não estão claras sobre o alargamento do Parque Felício Loureiro em Queluz. Este requerimento vem na sequência da incapacidade da Junta de Freguesia de Queluz de prestar qualquer esclarecimento sobre este processo.

O Bloco de Esquerda pretende assim que se tornem públicos quer os prazos de uma obra há muito prometida quer os planos existentes para a zona envolvente do rio Jamor e a documentação referente às 3ª e 4ª fase de alargamento do Parque Urbano Felício Loureiro.

segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

Saúde Queluz : um mês à espera de consulta por erros administrativos

< ![CDATA[
Segundo o Público, após consulta do médico de família, as cartas dos médicos para especialidade não estavam a ser enviadas para o Hospital Amadora-Sintra no próprio dia.

Detectou-se a situação pois o Hospital Amadora-Sintra afirma que não tem lista de espera nas consultas de Neurologia, no entanto, uma utente, esteve um mês a aguardar por uma consulta. Ao balcão do Centro de Saúde de Queluz foi-lhe dito que "Está aqui no molho, mas temos de esperar que haja muitas para as levar ao hospital".

Foi confirmado pelo Público que o Centro de Saúde de Queluz não envia as cartas dos médicos pelo correio. Opta em vez disso por fazê-lo em mão no Hospital Amadora-Sintra.

Segundo o Público, a secretária da direcção do Centro de Saúde de Queluz confirmou que as cartas dos médicos são entregues no Hospital Amadora-Sintra "uma vez por semana, sempre que possível".

Maria Clara Pais, directora do Centro de Saúde de Queluz veio negar depois ao Público o facto de o Centro esperar que um "molho" de cartas se acumulasse para serem entregues no Hospital. Desvalorizou ainda o caso particular detectado pelo Público indicando que «o tempo de espera na Neurologia é alargado», situação já desmentida pelo Hospital Amadora-Sintra.

Esta situação, após várias versões, quer do balcão, da secretária da direcção, da direcção, veio depois ser confirmada pelo responsável administrativo que afirmou ao Jornal Público que «As coisas parece que não têm estado a funcionar como deviam e houve realmente um erro da nossa parte».

Resultado:

1ª consulta no Centro de Saúde
16 de Setembro

Data de recepção da carta no Hospital

16 de Outubro

Conclusão
1 mês depois foi enviada a carta do médico para o Amadora-Sintra
]]>

sábado, 18 de Outubro de 2008

Polícia agredido à dentada em Queluz

< ![CDATA[

queluz-belas estaçãoÀs 21H40 de ontem, um homem de 40 anos foi detido pela PSP de Queluz após dar uma dentada na mão de um polícia na estação Queluz-Belas.Segundo a Lusa, o homem não terá pago o bilhete de comboio e o fiscal da CP teve de chamar a PSP. Quando a PSP chegou ao local o homem deu uma dentada na mão de um dos polícias.

O agente teve de receber tratamento hospitalar e ficou de baixa.

]]>

Polícia agredido à dentada em Queluz

< ![CDATA[

queluz-belas estaçãoÀs 21H40 de ontem, um homem de 40 anos foi detido pela PSP de Queluz após dar uma dentada na mão de um polícia na estação Queluz-Belas.Segundo a Lusa, o homem não terá pago o bilhete de comboio e o fiscal da CP teve de chamar a PSP. Quando a PSP chegou ao local o homem deu uma dentada na mão de um dos polícias.

O agente teve de receber tratamento hospitalar e ficou de baixa.

]]>

sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

Banco Millennium bcp assaltado à mão armada em Massamá

< ![CDATA[

crime queluzPelas 9H00 de ontem o banco Millennium BCP em Massamá foi assaltado por um indivíduo de casaco comprido e um boné de cor branca. Ao ameaçar os funcionários com uma arma de fogo, o assaltante acabou por fugir com 500 euros.

Segundo o Diário de Notícias, uma funcionária de uma loja vizinha só comentou que só se apercebeu de algo se passava quando ouviu as sirenes. «Fui espreitar e dois carros da polícia entraram na rua, em sentido contrário, e estacionaram em frente ao banco», disse.

Ao Correio da Manhã a população comenta a onda de assaltos na cidade de Queluz.

Link: Mapa do crime da cidade de Queluz

]]>

Tarifas da água no concelho de Sintra

< ![CDATA[

Como é possível que os munícipes deste concelho paguem das taxas mais elevadas de consumo de água, senão as mais elevadas do país, e tenham um serviço tão mau?

Ruptura Monte Abraão

Num espaço de uma semana, eu que moro no Monte Abraão, estive sem abastecimento por duas vezes, durante largas horas. A última vez, hoje dia 16 de Outubro, quando saí de casa por volta das  07.00 H da manhã, já não havia água, enquanto esta corria a jorros pela avenida onde moro (Capitão António Gomes Rocha) abaixo e só voltou a haver abastecimento por volta das 12H00.

Ao que parece, de acordo com a informação telefónica que recolhi junto dos serviços, terá havido o rebentamento espontâneo de uma conduta na zona.

Ora tudo indica que haveria que proceder à renovação da rede que, pelo menos nalguns pontos, já se encontra bastante degradada.

Afinal, para onde vai o dinheiro que se paga pelo consumo deste bem tão essencial?

]]>

quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

SMAS Sintra demorou 2 meses a responder a futuro cliente

< ![CDATA[

SMAS Sintra demorou 2 meses a responder a uma simples pergunta: Quanto tempo demora a abertura da água após o pedido? 

O email foi enviado no dia 17 de Agosto e a resposta chegou por contacto telefónico no dia 9 de Outubro. A resposta foi obtida já após a abertura da água estar feita.

Os SMAS de Sintra não são uma empresa com qualidade certificada no atendimento ao cliente. Recorde-se que empresas como a EPAL são certificadas com a ISO 9001:2000 já desde 2003.

Outros aspectos reclamados pelo cliente

Factura Electrónica: SMAS Sintra ainda não utiliza este sistema de não utilização de papel.

Débito Directo: Os SMAS Sintra ainda utilizam o sistema de transferência bancária onde o cliente terá de preencher um pedido por escrito. Hoje, grande parte das empresas abandonaram este sistema e optaram pelo débito directo onde os clientes activam o mesmo no multibanco e desactivam-no também pelo multibanco: um processo automático.

]]>

SMAS Sintra : Rupturas mensais em Monte Abraão

< ![CDATA[
Ruptura de Água
 
Rupturas de água são mensais na cidade de Queluz, principalmente em Monte Abraão. No dia 1 de Setembro deu-se uma ruptura na Rua Engº Francisco Lancastre Garrett e antes tinha havido outra no dia 2 de Agosto.
 
Hoje registou-se outra ruptura na Av. Capitão António Gomes Rocha pelas seis da manhã.
 
O caudal da ruptura já chegava às bombas de gasolina da Repsol (junto ao rio Jamor) e só após a Presidente da Junta de Freguesia de Monte Abraão, Fátima Campos, ter contactado um dos administradores dos SMAS a água foi desligada.

Já anteriormente vários moradores tinham contactado os SMAS de Sintra e o piquete tardava em chegar.
 
Fátima Campos refere que «a população de Monte Abraão continua a aguardar  que a tal empreitada de substituição das condutas na Freguesia, há tanto publicitada pelo Sr. Presidente do SMAS, seja uma realidade num futuro bem próximo.».
 
 smas sintra
]]>

0€ no PIDDAC para a cidade de Queluz

O Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central do Orçamento de Estado de 2009 não prevê qualquer investimento para a cidade de Queluz no ano de 2009. No ano de 2009, o Governo irá investir nas escolas de Sintra através do PIDDAC.

Vai ser criada a EB 2,3 de Colaride, a EB 2,3 da Serra das Minas e outras escolas serão ampliadas ou substituídas.

O total das verbas do PIDDAC para o concelho de Sintra são de 2.433.194 enquanto para a Amadora serão 8.935.355, Odivelas 4.310.000.

quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

Câmara de Sintra responsável pela «conservação e reabilitação das linhas de água» na cidade

Inag afirma que Municípios são responsáveis pela «conservação e reabilitação das linhas de água inseridas em zona urbana» de acordo com a lei em vigor.

Segundo a lei em vigor (nº5 do artº 33º da Lei nº 58/2005 de 29 de Dezembro):

5 - As medidas de conservação e reabilitação da rede hidrográfica devem ser executadas sob orientação da correspondente ARH, sendo da responsabilidade:

a) Dos municípios, nos aglomerados urbanos;
b) Dos proprietários, nas frentes particulares fora dos aglomerados urbanos;
c) Dos organismos dotados de competência, própria ou delegada, para a gestão dos recursos hídricos na área, nos demais casos.

Câmara de Sintra responsável pela «conservação e reabilitação das linhas de água» na cidade

< ![CDATA[Inag afirma que Municípios são responsáveis pela «conservação e reabilitação das linhas de água inseridas em zona urbana» de acordo com a lei em vigor.
 
Segundo a lei em vigor (nº5 do artº 33º da Lei nº 58/2005 de 29 de Dezembro):
 
5 - As medidas de conservação e reabilitação da rede hidrográfica devem ser executadas sob orientação da correspodnente ARH, sendo da responsabilidade:

a) Dos municípios, nos aglomerados urbanos;

b) Dos proprietários, nas frentes particulares fora dos aglomerados urbanos;
c) Dos organismos dotados de competência, própria ou delegada, para a gestão dos recursos hídricos na área, nos demais casos.
 
 rio jamor
]]>

Rio Jamor: Segurança social corta subsídio mensal a filhos de Zíbia Coimbra

< ![CDATA[rio jamorO advogado e os amigos da família da vítima indicam que «há um mês atrás, a Segurança Social cortou o subsídio mensal às crianças de Zibia Coimbra».

No dia 18 de Fevereiro, as cheias no rio Jamor provocaram a morte de duas mulheres que seguiam no carro para o seu trabalho.

Sara Gomes foi encontrada dentro do carro já sem vida enquanto o corpo de Zibia Coimbra continua desaparecido depois de buscas realizadas durante 15 dias.
 
Carlos Nunes, amigo da família, referiu à Lusa que «em vez de ajudar ainda retiram as ajudas» e que as crianças subsistem apenas com o trabalho do pai e ajuda de familiares e amigos.
 
Recorde-se que como o corpo não foi encontrado,  o processo para atribuição de subsídios demora mais tempo.
]]>

Rio Jamor: oito meses depois e tudo na mesma

Advogado da família da vítima desaparecida no rio Jamor acusa a Câmara de Sintra de não colaborar na sua investigação. Indica que solicitou à Câmara as licenças de construção e oito meses ainda não recebeu.

rio jamor


A empresa Estradas de Portugal é também outra entidade visada pelo advogado por recusar a colaboração, permanecendo o advogado à espera da documentação pedida.


O mesmo afirmou à Lusa que «ainda [falta] reunir alguns documentos como a licença do projecto de construção de um prédio que destoa do traço arquitectónico da zona e que foi implantado ali sem qualquer critério».


«Provavelmente vou ter que interpor uma acção para intimação», refere o advogado face à falta de colaboração.


Após a reunião dos documentos o advogado da família refere que irá processar a Câmara Municipal de Sintra e a Estradas de Portugal por homicídio por negligência.


rio jamor


rio jamor


rio jamor

domingo, 12 de Outubro de 2008

Falta de lavagem de passeios e escadas na cidade

< ![CDATA[

As estradas da cidade de Queluz são lavadas, e bem, pela Câmara Municipal de Sintra. Escadas e passeios raramente sofrem lavagens aguardando-se pelas chuvas, o que não chega.

escadas monte abraão

Estas são as escadas que dão acesso à Estação da CP de Monte Abraão, descendo da Av. D. António Correia de Sá.

Fica a pergunta: Já assistiu à lavagem/desinfecção de passeios pelos serviços municipais da Câmara Municipal de Sintra na cidade de Queluz?

]]>

sábado, 11 de Outubro de 2008

Problemas na Rua Francisco Franco

Sou morador na Rua Francisco Franco, em Queluz, há 7 anos e infelizmente durante este período em vez de se observarem melhorias, observa-se dia após dia que as condições da Rua Francisco Franco e da rua paralela e adjacente ao Rio Jamor estão cada vez pior.



Existem nesta rua imensas familia com crianças e é de facto um perigo para essas crianças circularem na rua.

Verifica-se uma ausência total de caixotes de lixo, bem como de limpeza dos passeios (prova disto são os vestigios de garrafas partidas na envolvente do posto de transformação que existe na rua paralela ao Rio Jamor, que se encontram no mesmo sitio seguramente à 2 anos, jà para não falar na imensidão de dejectos de animais).

De quanto em quanto passa uma màquina de limpeza, com 2 varredores... e que vergonha se pode verificar, pois os senhores varredores que acompanham a maquina limitam-se a limpar os detritos que se encontram na estrada (onde a màquina tem acesso), todos os restantes ficam para tràs.

O tema de segurança è outro, pois è muito usual encontrar jovens que utilizam essa rua paralela e adjacente ao Rio Jamor e à Rua Francisco Franco, para se injectarem e consumirem drogas (È usual encontrar seringas no chão). O mais extraordinàrio è a ausência total de policiamento...

Excesso de velocidade na Av. Capitão António Gomes Rocha

Gostaria de assinar uma petição para que fosse solucionado o seguinte problema:

Sendo já um morador de há longa data nesta avenida do Monte Abraão,sou 'agredido',bem como certamente todos os meus vizinhos,diàriamente pelos 'anormais' que se comprazem em fazer desta avenida uma pista de autódromo,e até bastante polivalente,pois é utilizada,sobretudo ao fim do dia (durante a semana) e durante todo o dia nos fins-de-semana e/ou feriados,tanto por automóveis como por motorizadas e até motos 4.

Em frente ao prédio em que moro (Nº 14) existe uma passagem de peões protegida (será ?) por uns semáforos que são accionados quando o limite de velocidade é excedido ou também manualmente pelos peões. Aqui atravessam,nos dias de semana,dezenas de alunos das escolas circundantes (o local fica nas trazeiras da Escola Ruy Belo).

Pois é frequente circularem,sobretudo às horas de menos tráfego,viaturas em alta velocidade,não respeitando nem os limites nem os sinais vermelhos,fazendo um barulho ensurdecedor; as motorizadas,essas,exibindo as suas habilidades com os chamados 'cavalinhos'.Talvez por isto só ser possível às horas de menos tráfego é que ainda não se tenha dado nenhum acidente grave (pelo menos que eu tenha conhecimento).

Em tempos,existiram nesta avenida umas lombas mas, ao que parece, foram retiradas por solicitação de alguns moradores que se queixavam do barulho que as camionetas de obras (que por aqui passavam com bastante frequência) provocavam quando passavam por cima das mesmas.

Na minha opinião,além das referidas lombas que deveriam ser repostas,a PSP deveria aparecer frequentemente e 'apanhar' estes 'ases do motor'.

Luís Ribeiro

Problemas na Rua Francisco Franco

< ![CDATA[Sou morador na Rua Francisco Franco, em Queluz, há 7 anos e infelizmente durante este período em vez de se observarem melhorias, observa-se dia após dia que as condições da Rua Francisco Franco e da rua paralela e adjacente ao Rio Jamor estão cada vez pior.

Rua Francisco Franco
 
Existem nesta rua imensas familia com crianças e é de facto um perigo para essas crianças circularem na rua.
 
Verifica-se uma ausência total de caixotes de lixo, bem como de limpeza dos passeios (prova disto são os vestigios de garrafas partidas na envolvente do posto de transformação que existe na rua paralela ao Rio Jamor, que se encontram no mesmo sitio seguramente à 2 anos, jà para não falar na imensidão de dejectos de animais).
 
De quanto em quanto passa uma màquina de limpeza, com 2 varredores... e que vergonha se pode verificar, pois os senhores varredores que acompanham a maquina limitam-se a limpar os detritos que se encontram na estrada (onde a màquina tem acesso), todos os restantes ficam para tràs.
 
O tema de segurança è outro, pois è muito usual encontrar jovens que utilizam essa rua paralela e adjacente ao Rio Jamor e à Rua Francisco Franco, para se injectarem e consumirem drogas (È usual encontrar seringas no chão). O mais extraordinàrio è a ausência total de policiamento...]]>

sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Queluz produz música

< ![CDATA[

conductor Andro CarvalhoPela segunda vez este ano, queluzenses estão presentes na edição de álbuns em Portugal e no mundo. Depois do álbum dos Pontos Negros agora é a vez dos Buraka Som Sistema.

Porquê de Queluz? Porque é onde vive Conductor (Andro Carvalho) dos Buraka Som Sistema. 

Black Diamond é o nome do novo álbum:

{youtube}4CkXhtw7UNk{/youtube}

 

]]>

Alerta Amarelo neste fim-de-semana

< ![CDATA[

precipitaçãoPrevisão para este fim de semana

O Instituto de Metrologia lançou o alerta amarelo para este fim-de-semana. A protecção civil mantém o mesmo nível de alerta devido à precipitação e ventos fortes.

Durante este fim-de-semana as rajadas de vento poderão atingir os 90 km/h e existe a possibilidade de forte precipitação num curto espaço de tempo.

No início deste mês, a Protecção Civil recomendou prevenção nas linhas de água.

]]>

Queluz produz música

Pela segunda vez este ano, queluzenses estão presentes na edição de álbuns em Portugal e no mundo. Depois do álbum dos Pontos Negros agora é a vez dos Buraka Som Sistema.
Porquê de Queluz? Porque é onde vive Conductor (Andro Carvalho) dos Buraka Som Sistema.

Black Diamond é o nome do novo álbum:





quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

Efectuada limpeza do Rio Jamor

Após a intervenção no Cidadania Queluz de Paulo Martins com o problema Rio Jamor : perigo de desmoronamento de terras, o problema foi resolvido.

Ocorreu nos últimos dias a limpeza do Rio Jamor por detrás da Avenida Miguel Bombarda.

Quer Junta de Freguesia de Monte Abraão, como Junta de Freguesia de Queluz e CCDR-LVT responderam rápidamente à denúncia do perigo de desmoronamento de terras.

A Câmara Municipal de Sintra respondeu hoje, mais de um mês depois do mail ter sido enviado. Curiosamente a resposta foi que os trabalhos de limpeza tinham começado em Agosto e terminado no mês passado.

Fica-se sem saber se no local da morte de duas pessoas há menos de um ano continua «tudo na mesma».

Efectuada limpeza do Rio Jamor

< ![CDATA[

Rio Jamor

Após a intervenção no Cidadania Queluz de Paulo Martins com o problema Rio Jamor : perigo de desmoronamento de terras, o problema foi resolvido.

Ocorreu nos últimos dias a limpeza do Rio Jamor por detrás da Avenida Miguel Bombarda.

Quer Junta de Freguesia de Monte Abraão, como Junta de Freguesia de Queluz e CCDR-LVT responderam rápidamente à denúncia do perigo de desmoronamento de terras.

A Câmara Municipal de Sintra respondeu hoje, mais de um mês depois do mail ter sido enviado. Curiosamente a resposta foi que os trabalhos de limpeza tinham começado em Agosto e terminado no mês passado.

Fica-se sem saber se no local da morte de duas pessoas há menos de um ano continua «tudo na mesma».

 {youtube}xpq16Xe-b00{/youtube}

]]>

Bloco de Esquerda debate problemas do concelho

< ![CDATA[
O Bloco de Esquerda de Sintra organizou na Biblioteca Municipal de Sintra, próxima da estação de comboios de Sintra, um debate com o «objectivo fazer uma reflexão sobre Sintra, através do debate de ideias com pessoas e organizações que têm trabalho e experiência em diferentes áreas no concelho». A Esquerda.rádio. produziu um programa com as intervenções:
 
 {mp3remote}http://www.esquerda.net/mp3/regioes/sintra/jorn_aut_be_sintra.mp3{/mp3remote}
]]>

Tentativa de assalto a caixa Multibanco em Monte Abraão

< ![CDATA[
pspA bomba de gasolina BP não escapou aos assaltos que se têm registado na cidade de Queluz.

Pelas cinco da manhã, seis homens tentaram assaltar uma caixa Multibanco dentro do posto de Abastecimento perto da estação de comboios de Monte Araão

A caixa multibanco foi deitada ao chão. Sem conseguirem concluir o assalto, os assaltantes puseram-se em fuga em dois veículos ligeiros.

Anabela Alferes, comandante da Divisão da PSP de Sintra desconhece se os assaltantes estavam armados.
 
Crime adicionado ao Mapa do crime da cidade de Queluz.
 
 {flvremote}rtmp://195.245.168.23/flv/RTPFiles/informacao&id=assalto_20159{/flvremote}
]]>

Tentativa de assalto a caixa Multibanco em Monte Abraão

< ![CDATA[
pspA bomba de gasolina BP não escapou aos assaltos que se têm registado na cidade de Queluz.

Pelas cinco da manhã, seis homens tentaram assaltar uma caixa Multibanco dentro do posto de Abastecimento perto da estação de comboios de Monte Araão

A caixa multibanco foi deitada ao chão. Sem conseguirem concluir o assalto, os assaltantes puseram-se em fuga em dois veículos ligeiros.

Anabela Alferes, comandante da Divisão da PSP de Sintra desconhece se os assaltantes estavam armados.
 
Crime adicionado ao Mapa do crime da cidade de Queluz.
 
 {flvremote}rtmp://195.245.168.23/flv/RTPFiles/informacao&id=assalto_20159{/flvremote}
]]>

Câmara de Lisboa inicia orçamento participativo

< ![CDATA[
A Câmara Municipal de Lisboa e Assembleia Municipal de Lisboa aproxima-se cada vez mais dos cidadãos. Além de Assembleias Municipais descentralizadas, assiste-se a cada vez mais informação online que diz respeito a todos os cidadãos. Este ano tem início o primeiro Orçamento Participativo de acordo com a Agenda 21 Local.
 
Comparação entre Concelho de Sintra e Lisboa:
 
 Informação Online
CM Sintra
CM Lisboa
Actas da Assembleia Municipal
 Não divulga
 Divulga
Processos entrados para apreciação nos serviços de Urbanismo
 Não divulga
 Divulga
Dados estatísticos dos Departamentos e Empresas Municipais
 Não divulga
 Divulga
Página com todos os processos em discussão pública  Não divulga  Divulga
Carta Educativa Não divulga  Divulga

Não encontrámos qualquer informação que a Câmara Municipal de Sintra divulgasse que a Câmara de Lisboa não o fizesse. Se assim acontecer corrijam-nos.

A Agenda 21 Local é um processo participativo que aproxima as instituições dos cidadãos e vice-versa. No concelho de Sintra as Juntas de Freguesia de Queluz e Monte Abraão foram as únicas a aderir. A Câmara Municipal de Sintra e Junta de Freguesia de Massamá não aderiram. 

O orçamento participativo da Câmara Municipal de Lisboa contará com uma verba inicial de 5 milhões de euros. 

Links relacionados:

Agenda 21 Queluz

Agenda 21 Monte Abraão

]]>

quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

Atlântica promove colóquio sobre o futuro do Governo Autárquico

universidade atlânticaDeve o Presidente de Câmara Municipal ser eleito pelo povo ou pela Assembleia Municipal? Os seus poderes actuais são os desejáveis? Deve o Presidente de Câmara Municipal ser um orgão autárquico ou um primus inter pares? O partido mais votado na eleição de uma Câmara Municipal deve obter metade mais um, ou até a totalidade dos vereadores, mesmo que sem maioria de votos? Devem os Presidentes de Juntas de Freguesia integrar os orgãos do Município? Devem os Presidentes de Junta de Freguesia deixar de votar o orçamento municipal? São estas reformas indispensáveis e prioritárias? Como se passa tudo isto na Europa? E fora da Europa?
De grande actualidade política no quadro do Poder Local Autárquico, já no corrente ano alguns destes temas foram objecto, sem consenso nem discussão pública prévia, de debate e decisão na Assembleia da República. Prevê-se, aliás, que o possam vir a ser de novo, em breve.

Oportunamente, a Universidade Atlântica vai promover um Colóquio Internacional subordinado ao tema “O Sistema de Governo das Autarquias Locais”, que terá lugar nos dias 17 e 18 de Outubro de 2008, no Lagoas Park Hotel, em Porto Salvo, Oeiras.

Este encontro irá reunir figuras de primeiríssimo plano da vida pública e política nacional, designadamente o Dr. Jorge Sampaio, ex-Presidente da República e ex-Presidente da Câmara de Lisboa, o Professor Doutor António Barbosa de Melo, ex-Presidente da Assembleia da República e Professor da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, o Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, Professor da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, o Dr. António Costa, Presidente da
Câmara Municipal de Lisboa, o Dr. Rui Rio, Presidente da Câmara Municipal do Porto, a Drª. Ana Teresa Vicente, Presidente da Câmara Municipal de Palmela, o Engº A. Fonseca Ferreira, Presidente da CCDRLVT (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo), o Dr. Eduardo Cabrita, Secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, o Dr. Fernando Ruas, Presidente da ANMP (Associação Nacional dos Municípios Portugueses), e o Dr. Armando Vieira, Presidente da ANAFRE, entre outros.


Os sistemas internacionais de Governo Local serão tema de debate, a partir da experiência pessoal dos três convidados estrangeiros deste colóquio: Maria Carmen Heras Pablo, Alcaldesa de Cáceres (Espanha); Denise Simmons, Mayor de Cambridge(Massachusetts, E.U.A.) e François Zaragoza, da Associação Francesa do Conselho de Municípios e Regiões da Europa (França).

A moderação dos painéis ficará a cargo de José Manuel Fernandes, Director do jornal PÚBLICO, do Dr. Nuno Campilho, Presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos, do Dr. João P. Zbyszewski, Docente da Universidade Atlântica e ex-Director Geral da Administração Autárquica e do Engº Artur Trindade, Secretário-Geral da ANMP (Associação Nacional dos Municípios Portugueses).

A Universidade Atlântica organiza este evento em colaboração com o CEDREL (Centro de Estudos para o Desenvolvimento Regional e Local).

segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

Mulher esfaqueada em Massamá

< ![CDATA[

políciaNa manhã de sábado foi esfaqueada uma mulher junto à estação de comboios de Massamá. A mulher tentou resistir a um assalto por esticão, segundo o Correio da Manhã, praticado por três indivíduos.Mais dados do assalto de sábado à noite:

  • O café de Massamá era em Massamá-Norte.
  • O assalto em Idanha poderá ter sido praticado pelo mesmo grupo que o de Massamá.
  • Em Idanha, dois homens ficaram sem 400 euros e sem dois telemóveis. 
Estes crimes foram adicionados ao Mapa dos crimes da cidade de Queluz.]]>

domingo, 5 de Outubro de 2008

Onda de assaltos não pára em Queluz

< ![CDATA[

pspA onda de assaltos à mão armada na cidade de Queluz não tem fim. Na noite de ontem houve um assalto na Idanha, um em Massamá e outro em Belas.Segundo a Agência Lusa, o primeiro aconteceu em Belas, às 21H55, onde dois indivíduos assaltaram um restaurante à mão armada. Levaram o dinheiro e fecharam o funcionário e proprietário na casa de banho.

O segundo assalto foi a um café em Massamá. Pelas 22H00, sete a oito encapuzados com uma arma assaltaram um café. Levaram um plasma e a máquina registadora.

Na Idanha, já pelas 23H00, cinco encapuzados roubaram duas pessoas que circulavam na rua. Ameaçaram-nas com uma pistola e um revólver.

Segundo a fonte da PSP de Lisboa, os assaltantes puseram-se em fuga.

Recorde-se que ainda na semana passada, dois gangs estiveram em luta na estação de comboios de Massamá onde vários carros saíram apedrejados.

]]>

Onda de assaltos não pára em Queluz

< ![CDATA[

pspA onda de assaltos à mão armada na cidade de Queluz não tem fim. Na noite de ontem houve um assalto na Idanha, um em Massamá e outro em Belas.Segundo a Agência Lusa, o primeiro aconteceu em Belas, às 21H55, onde dois indivíduos assaltaram um restaurante à mão armada. Levaram o dinheiro e fecharam o funcionário e proprietário na casa de banho.

O segundo assalto foi a um café em Massamá. Pelas 22H00, sete a oito encapuzados com uma arma assaltaram um café. Levaram um plasma e a máquina registadora.

Na Idanha, já pelas 23H00, cinco encapuzados roubaram duas pessoas que circulavam na rua. Ameaçaram-nas com uma pistola e um revólver.

Segundo a fonte da PSP de Lisboa, os assaltantes puseram-se em fuga.

Recorde-se que ainda na semana passada, dois gangs estiveram em luta na estação de comboios de Massamá onde vários carros saíram apedrejados.

]]>

5 de Outubro: Estórias da História

< ![CDATA[

Os irmãos do meu avô, eram todos militares de carreira, monárquicos, embora nunca tivessem atingido altas patentes.

O único que nunca foi militar e nem sequer foi à tropa foi o meu avô, Bento Silva, Republicano convicto.
Contava-me então meu avô, com uma pontinha de gozo, que durante as escaramuças que se deram em Lisboa por alturas do 5 de Outubro, o meu tio-avô Manuel Silva, (Monárquico) ainda jovem, o mais novo dos irmãos, apenas com a patente de cabo, integrando uma coluna em marcha a caminho da Rotunda, para atacar os revoltosos, deu conta de que por uma travessa, agora se esgueirava um furriel, logo por outra esquina, um sargento e assim sucessivamente, de tal forma que chegados ao Rossio o de mais alta patente era esse meu tio-avô, todos os outros eram soldados razos.

A dado momento dá ordem de parar a marcha e depois de ter demonstrado que iam a caminho da morte sem comandos, ele tomava a decisão de voltar para trás e quem quisesse que o seguisse.

O seu lugar na formatura era atrás, ao dar meia volta ficou à frente. Regressou ao Quartel e com ele muitos outros. Passou ainda alguns dissabores mas confirmada a implementação da Republica pouca importância tiveram.

E aquele "cabinho da província" como depois lhe chamavam, desistiu da carreira militar, regressando pouco depois a casa.

No Blog Eu, sem tirar nem pôr!

]]>

Baterias de Queluz tiveram um papel activo no 5 de Outubro

< ![CDATA[

Recorde-se que as Baterias de Queluz tiveram um papel activo no 5 de Outubro. Marcharam até ao Rossio no sentido de defender a Monarquia.  Desde 1993, no quartal onde estavam as Baterias do Regimento de Artilharia Nº1 encontra-se o Regimento de Artilharia Antiaérea Nº1.

Visita às Baterias de Artilharia de Queluz, Dom Manuel II recebe cumprimentos - 1909

 Baterias Queluz

A revolução republicana, os rombos das granadas da Artilharia de Queluz no quartel de Artilharia Um, vistos pelo lado de dentro da porta de armas - 1910

 baterias queluz

Tropas monárquicas estacionadas no Rossio por ocasião da revolução republicana - 05-10-1910

baterias queluz rossio

Fotos do Arquivo Fotográfico do Arquivo Municipal de Lisboa]]>

sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

Falta de transparência e resposta da câmara

< ![CDATA[

Para o cidadão a Câmara Municipal de Sintra deve assemelhar-se a um "bunker" que só tem informação publicitária no site e o que realmente importa não está lá. Não bastasse esta enorme falha, a falta de resposta do Gabinete de Apoio ao Municipe é notória desde o Verão.
Além dos mails não respondidos pela Câmara Municipal de Sintra, não é só com os munícipes onde esta situação acontece. Já na consulta pública sobre as linhas de Alta Tensão o documento passou despercebido e nunca chegou a ser divulgado no site da Câmara.

Agora foi a licença da CCDR-LVT que foi enviada à Câmara Municipal de Sintra por fax e ao que se sabe a Câmara não sabe do mesmo, ou pelo menos a sua vereação. Segundo a Lusa a CCDR-LVT enviou no dia 13 de Setembro de 2007 o fax onde autorizava a empresa Pimenta & Rendeiro ao enchimento da pedreira abandonada de forma a fazer a sua recuperação.

A Câmara Municipal de Sintra não aprendeu com o exemplo das linhas de Alta Tensão e não parece ter aprendido com mais este caso. Todos os documentos, licenças, consultas públicas, projectos, todo o trabalho da Câmara Municipal de Sintra deve ser público, assim como o PDM. Só assim poderá haver transparência, só assim poderá haver democracia.

Este primeiro passo ainda continua por dar. Espera-se num futuro não muito longíquo poder falar-se em orçamento participativo, etc... 


 

Tópicos dos mails enviados à Câmara Municipal de Sintra que não tiveram resposta:

A perguntar se existe algum plano de reflorestação para a área ardida em Carenque/Belas. - 1 de Setembro de 2008

Perigo de desmoramento de terras no Rio Jamor - 27 de Agosto de 2008

Em Abril foi aprovado por Despacho do Presidente da Câmara Municipal de Sintra a constituição de um grupo de trabalho que faria um relatório sobre a publicidade exterior no Concelho de Sintra. Esse relatório já está realizado? É possível aceder ao mesmo?  - 22 de Julho de 2008

Pergunta sobre a estrada planeada sobre o Rio Jamor em Queluz. - 10 de Janeiro de 2008

 

 

 

]]>

Despejo de aterros, enterro do futuro

< ![CDATA[
Mais um exemplo claro de como a Empresa Pimenta e Rendeiro vê em Massamá o seu quintal.

Responsável pelo nascimento e crescimento em altura de grande parte da actual Massamá, de forma enérgica, galopante e inclemente (passada mais uma semana europeia da mobilidade pode-se ver em Massamá tudo aquilo que não deve ser feito neste capítulo) a construtora mantém um grande parque de inertes na freguesia, faz circular durante todo o dia os seus veículos pesados na densa área urbana e, considera-se autorizada a fazer o despejo maciço dos aterros que provêm da construção da nova estação de comboios no espaço reservado ao futuro Parque de Colaride.

Diz que detém direitos sobre aquele lugar, já consagrado em reconhecimento público e autárquico ao Património e ao Lazer que será de todos.

Enquanto se espera pela tão aguardada concretização do projecto do Parque, apetece concluir dizendo que esta freguesia ainda é para velhos (...hábitos?).
 
 
]]>

Massamá graffutida

< ![CDATA[

Praceta Cristovão Falcão requalificada

< ![CDATA[
Desde há vários anos que a Praceta Cristovão Falcão, localizada junto à Igreja de Massamá, se encontrava em avançado estado de degradação, razão pela qual a Câmara Municipal de Sintra elaborou um projecto de requalificação, que desde Maio passado, quando se iniciaram as obras, está a ser concretizado.

As obras incluem a requalificação dos espaços verdes, canteiros e sistema de rega, bem como a plantação de novas árvores.

Concluída está já a redefinição do estacionamento que, desde Agosto, apresenta melhorias significativas ao nível do pavimento e acessos. Estas melhorias foram compatibilizadas com o espaço existente, permitindo que o parqueamento de viaturas sejam mais ordenado.

A intervenção, orçada em cerca de 76 mil euros, estará concluída até Novembro.
 
Praceta Cristovão Falcão
]]>

quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

Bombeiros da cidade de Queluz comemoram 87º aniversário

< ![CDATA[

Bombeiros QueluzA Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Queluz comemora este mês o seu 87.º aniversário e irá desenvolver várias actividades:

Programa do 87º Aniversário


02 OUTUBRO (5.ª Feira)

09:00H – Hastear da Bandeira na Sede da Associação


04 OUTUBRO (Sábado)

15:00H – Teatro “Além Sonho”
21:30H – Teatro “Som das Letras”


05 OUTUBRO (Domingo)
09:00H – Hastear de Bandeiras na Associação
09:45H – Hastear de Bandeiras na Junta de Monte Abraão, seguido de desfile apeado
pelas ruas da Freguesia de Monte Abraão
11:00H – Romagem ao Cemitério de Queluz
11:45H – Desfile apeado do Corpo de Bombeiros com a Fanfarra de Queluz

bombeiros queluz

bombeiros queluz

bombeiros queluz

bombeiros queluz

bombeiros queluz

11 OUTUBRO (Sábado)
17:00H – Poesia (Biblioteca)
12 OUTUBRO (Domingo)
10:00H – Missa na Igreja de Monte Abraão e bênção da viatura VOPE – 01
13:00H – Almoço Convívio (Corpos Sociais e Corpo Activo)
15:00H – Música (Banda da Sociedade Filarmónica da Nossa Senhora da Fé do
Monte Abraão)


17 OUTUBRO (6.ª Feira)
22:00H - Fados


19 Outubro (Domingo)
09:00H – Hastear de Bandeiras na Associação
10:30H – Recepção às Entidades convidadas
11:00H – Inauguração da nova viatura VOPE- 01
11:30H – Sessão Solene com:
Condecorações a vários elementos do Corpo de Bombeiros
Promoção e Juramento de Bandeira da Escola de Recrutas 2008
13:00H – Almoço Convívio
16:00H – Música (Escola de Cavaquinhos da CUTLA)

{youtube}6m5KJolxVhE{/youtube}

Ser Sócio

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Queluz que está a caminho dos 100 anos precisa sempre de mais associados e ao ser sócio tem direito a condições especiais: «Especialidades Médicas, Próteses Dentárias, Enfermagem / Domicílios, Apoio Jurídico, Actividades Desportivas, para além dos serviços de Ambulância, Reboque, etc...»

Contacto da AHBVQ: 214346995

]]>

Jornais

Últimas imagens

Roteiro da cidade de Queluz

Arquivo

Blogs

Últimos documentos

Últimos comentários

Últimos artigos

Economia

Internacional

Contacte-nos através do mail@queluz.org

Voltar ao topo